Câmbio pode afetar vendas do Natal, mas investimentos serão mantidos, afirma Cox.


O presidente da Claro, João Cox, trouxe a  crise econômica mundial para o setor de telecomunicações, mas se diz otimista. Em sua palestra no terceiro dia da 10 Futurecom,  o executivo afirmou que a crise mundial chegará ao Brasil e provocará uma redução no crescimento da economia brasileira, mas essa desaceleração, afirmou, não afetará os …

O presidente da Claro, João Cox, trouxe a  crise econômica mundial para o setor de telecomunicações, mas se diz otimista. Em sua palestra no terceiro dia da 10 Futurecom,  o executivo afirmou que a crise mundial chegará ao Brasil e provocará uma redução no crescimento da economia brasileira, mas essa desaceleração, afirmou, não afetará os investimentos das empresas de telecomunicações, que deverão, no próximo ano, manter as suas taxas médias de Capex em R$ 19 bilhões/ano.

Para Cox, no entanto, a grande desvalorização cambial poderá afetar a venda dos aparelhos celulares, principalmente nas promoções de Natal, mas acredita que o impacto será passageiro. Para o executivo, a certeza de que os investimentos serão mantidos se deve ao fato de que as empresas de telefonia móvel terão que gastar para manter o crescimento vegetativo da planta (que deve fechar 2008 com mais 30 milhões de clientes); para ganhar novos usuários (as projeções indicam novos 29 milhões de usuários no próximo ano); ampliar a rede de banda larga, além de terem que pagar pelas  licenças de terceira geração adquiridas este ano. “As telecomunicações vão puxar o crescimento da economia brasileira”, aposta ele.

Para o presidente da Claro Brasil, o principal desafio das operadoras será viabilizar os recursos para arcar com esses projetos de investimentos e, no seu entender, a solução será gerir melhor os custos e buscar solidez financeira. “O cliente não pode pagar pelo abuso de gestão”, afirmou.

Anterior Claro do Brasil bate recorde em aquisição de clientes no trimestre
Próximos Câmara convoca Anatel para explicar demora na certificação do WiMAX