Câmara enfrenta problemas nos telefones fixos, por migração de contrato


Conforme o departamento técnico da Câmara dos Deputados, a Telefônica-Vivo ganhou a licitação em substituição à Oi, mas fez a mudança simultânea de 20 mil números, bloqueando o sistema da operadora.

O Departamento Técnico da Câmara (Detec) da Câmara dos Deputados  divulgou nota no sítio da internet informando que desde a sexta-feira passada estão ocorrendo vários problemas técnicos resultantes do processo de transferência do contrato da telefonia fixa (PABX) da Casa para a Telefônica-Vivo, ganhadora do processo licitatório, em substituição à Oi.

Entre os problemas relatados são:

– Redução da capacidade de recebimento, pela Câmara, de chamadas externas por parte do sistema.

– Impedimento técnico que não permite que várias centrais de telefonia (fixa e móvel) do país façam o encaminhamento das chamadas para a Telefônica-Vivo. Isso faz com que as chamadas não sejam completadas e, muitas vezes, acabam caindo numa ligação da empresa informando que a chamada não pôde ser completada.

– Não há identificação (bina) das chamadas feitas a partir da Câmara, aparecendo apenas o número geral (3215.0000 ou 3216.0000) como originário da ligação. Conforme a direção geral da Câmara, o problema “foi ocasionado pela Telefônica-Vivo, que não obedeceu o cronograma de transferência por lotes de telefones, estabelecido pela Câmara, e na sexta-feira fez a mudança dos cerca de 20 mil números simultaneamente. Essa transferência conjunta bloqueou o sistema da operadora”.

Anterior O Fundo Garantidor para provedores regionais terá R$ 100 milhões ao ano
Próximos 37% do lucro do Itaú é originado por internet ou celular