Câmara adia audiência sobre situação da Telebrás


A Comissão de Defesa do Consumidor adiou para 28 de abril a realização de audiência pública para discutir a situação atual da Telebrás sob o ponto de vista de seus acionistas e dos usuários dos serviços de telecomunicações. O debate não foi realizado hoje porque somente o secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Roberto …

A Comissão de Defesa do Consumidor adiou para 28 de abril a realização de audiência pública para discutir a situação atual da Telebrás sob o ponto de vista de seus acionistas e dos usuários dos serviços de telecomunicações. O debate não foi realizado hoje porque somente o secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Roberto Pinto Martins, confirmou presença.

O presidente da comissão, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), reclamou da falta de atenção dos convidados. Além de Roberto Pinto Martins, foram convidados para a audiência o presidente da Telebrás, Jorge da Motta e Silva; o secretário de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, e o empresário Nelson dos Santos, proprietário da Star Oversears, que comprou parte da Eletronet.

A audiência foi proposta pelo deputado Índio da Costa (DEM-RJ). Ele citou informações veiculadas pela mídia segundo as quais as ações da Telebrás valorizaram 35.000% no atual governo. Ele argumenta que o  governo federal vem reiteradamente confirmando o interesse em recuperar a estatal para levar a prestação de serviços de internet por banda larga, o que tem provocado oscilação das ações da Telebrás.(Da redação)

Anterior Acesso domiciliar à internet supera conexões via lan houses
Próximos Alcatel-Lucent expande portfólio para dados móveis