Cai o consumo de energia das redes do celular


Após análise de 34 redes móveis em todo mundo, a GSMA sustenta que, apesar do crescimento considerável nas conexões e tráfego móveis, o consumo total de energia de rede aumentou apenas ligeiramente de 2009 para 2010. A análise também mostra que a energia total por unidade de tráfego diminuiu cerca de 20% e a energia por conexão caiu 5% ao longo deste período, indicando que a indústria está fazendo grandes progressos em direção ao seu objetivo de reduzir as suas emissões de gás de efeito estufa (GEE) global por conexão em 40% até 2020.

“Esta é a primeira estimativa mundial já detalhada do consumo de energia de rede móvel e das emissões de dióxido de carbono equivalente (CO2e) e isso mostra que a indústria móvel está tendo progressos na redução de suas próprias emissões e custos de energia, bem como daquelas em outros setores industriais”, disse Gabriel Salomão, Chefe de Política Regulatória da GSMA. “A telefonia móvel pode permitir economias através de uma gama de aplicações inteligentes e pode contribuir para a redução das emissões totais que é pelo menos quatro a cinco vezes a sua própria pegada de carbono”, afirmou.

O relatório usou dados e análises do serviço de Benchmarking de Eficiência de Energia Móvel (MEE) da GSMA para calcular tanto os custos de energia como as emissões de CO2e que resultam do consumo de eletricidade e diesel das redes móveis em nível mundial. A análise de benchmarking de MEE mostra que, se todas as redes com o consumo de energia acima da média forem melhoradas à média da indústria, haverá uma redução de custos potencial de energia para as operadoras móveis de US$ 1 bilhão por ano em preços de 2010; a melhoria no quartil superior poderia reduzir mais de US$ 2 bilhões anualmente.

Dispositivos Smartphones, tablets, eletroeletrônicos e máquina-máquina (M2M) estão começando a conectar tudo, desde carros até serviços de saúde e mesmo cidades inteiras, o que terá um impacto positivo sobre muitas indústrias. Através destes e de outros desenvolvimentos, a indústria de telefonia móvel hoje permite reduções significativas nas emissões de GEE e nos custos de energia através de uma gama de setores da economia, e há oportunidade para a telefonia móvel permitir uma redução ainda maior. Aproximadamente 26 milhões de conexões móveis M2M no mundo inteiro estão permitindo economias de emissões de GEE estimadas em cerca de 3 milhões de toneladas (Mt) de CO2e anualmente.

As informações obtidas na análise foram usadas para atualização do relatório de referência 2009 “Manifesto Verde da Telefonia Móvel” (Mobile’s Green Manifesto) da Associação, que descreve o impacto positivo das iniciativas das operadoras nas áreas de energia e gestão de carbonoO relatório completo pode ser encontrado em: www.gsma.com/publicpolicy/mobiles-green-manifesto.

(Da redação, com assessoria de imprensa)



Anterior Sigilo dos Pados volta segunda-feira, mas Anatel recorrerá contra liminar.
Próximos Anatel multa a Oi em R$ 6,5 milhões