Cade aprova operação no mercado de meios de pagamentos


O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a aquisição, pela Edenred Brasil, de participação representativa de 35% do capital social e votante da Goodcard, empresa que atua com arranjo de pagamento, ou seja, uma bandeira nacional para multiemissores. Na mesma operarão está prevista a aquisição, pelos sócios da Goodcard, de participação representativa de 35% do capital social e votante da Accentiv, do Grupo Edenred, focada em operações pré-pagas.
A operação, em síntese, representa a entrada dos sócios da Goodcard (Buzau Inversiones e Guilherme Alberto Berthier Stumpf) no capital social da Accentiv, e da Edenred Brasil no capital social da Goodcard, além de propiciar a transferência de ativos específicos relacionados às atividades das empresas objeto. Na justificativa, os grupos alegaram a possibilidade de maiores sinergias estratégicas em decorrência da base de clientes e da complementariedade das atividades.
Para a Superintendência-Geral do Cade, apesar da sobreposição horizontal e da integração vertical no mercado de meios de pagamento, a participação das empresas é reduzida. Além disso, as cláusulas de não-concorrência incluídas no contrato “estão em consonância com a jurisprudência do Cade”, conclui a SG.

Anterior Para a Nokia, mercado de redes só deve voltar a crescer em 2019
Próximos Ministério Público diz que RJ da Oi tem "ilegalidade"