Cade aprova compra do Buscapé pela Zoom


A compra do comparador de preços Buscapé pela plataforma de comércio eletrônico Zoom foi aprovada sem restrição pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), após a superintendência-geral do órgão constatar que a operação não traz preocupações concorrenciais. Segundo a SG, mesmo sendo empresas concorrentes, a participação das duas não chega a 20%, a entidade resultante ainda enfrentará concorrência de varejistas, marketplaces e mecanismos de busca.

Segundo a Mosaico, dona da Zoom, com essa aquisição, as duas operações atingirão um volume de vendas de R$ 5 bilhões em 2019, geradas para mais de 2.000 lojistas clientes. O valor da operação não foi divulgado.

Além do Buscapé, a operação inclui também  a aquisição do controle da Modait (plataforma de ecommerce voltada para moda), além de participação minoritária direta atualmente detida pela Buscapé na Innoventures Ideias em Soluções (cuponeria), correspondente a 10,93%, bem como participação minoritária indireta de 3,93% na Compara Online (site na área de seguros). As empresas pertencem a Naspers, empresa com sede em Johanesburgo, uma das maiores investidoras em tecnologia no mundo.

A Mosaico, empresa de investimentos especializada em tecnologia,  pertence aos sócios Guilherme Pacheco, José Guilherme Pierotti e Roberto Malta, fundadores do Bondfaro e ex-sócios do Buscapé, vendido à Naspers em 2009. Em 2011 lançaram a Zoom.

O Cade não interpôs restrições à operação.

Anterior Presidente da Anatel nega intervenção e defende "solução de mercado" para a Oi
Próximos Vivo tem a melhor rede móvel do Brasil, segundo consultoria

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *