shutterstock_yienkeat_telefonia_fixa_fibra_otica_geral_abstrataO Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou na terça-feira, 24, a compra da divisão de dispositivos ópticos e rádio da AsGa pela Furukawa. O negócio foi anunciado em outubro. O valor não da transação foi revelado.

Segundo Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa, a integração poderá ser concluída ainda este ano. A divisão da AsGa será rebatizada, passando a se chamar Furukawa Electrical Industrial Optical Electronic. Cerca de 150 pessoas, quase 80 delas de pesquisadores, serão absorvidos.

“Com a compra, passamos a oferecer produtos com PPB e acesso ao Finame”, destaca o executivo. Com o PPB, os equipamentos recebem desonerações devido ao desenvolvimento nacional. O Finame facilita a compra por parte das empresas com recursos do BNDES. O anunciou da aprovação aconteceu durante o Broadband Conferece Trade Show, que acontece até 28 de novembro, em Foz do Iguaçu (PR).

Segundo Shaikhzadeh, a aquisição ajudará a empresa se diferenciar no mercado de fibra, que vem ficando mais competitivo a cada ano graças à abertura de novas fábricas de cabos ópticos. Para isso, a empresa já faz investimentos em software. “Contratamos novos engenheiros de software para agregar sistemas. A concorrência afetou as vendas, mas não perdemos muito market share. A competição é bem-vinda, mas há uma ilusão de que é fácil entrar no Brasil. Tivemos situações neste ano de fabricante que não conseguiu entregar e o comprador recorreu a nós.  Temos custo Brasil, custo de logística”, diz.

*O jornalista viajou a convite da Furukawa