BT quer duplicar receita da América Latina nos próximos 3 anos


A BT Global Services anunciou nesta segunda-feira (3) que pretende implementar um plano de investimentos para duplicar sua receita na América Latina nos próximos três anos, além de ampliar em 25% seu número de funcionários na região, dos atuais mil. Entre as novidades na rede da companhia britânica no continente está a ampliação de cinco para 21 as cidades conectadas com Ethernet, e um aumento de 20% sobre suas mais de 80 cidades com pontos MPLS. No total, cerca de dois terços dos novos sites da empresa serão no Brasil, segundo o diretor-presidente da BT no país, Sérgio Gallindo.

No Brasil, os planos da BT incluem a ampliação de sua oferta de Ethernet para 10 das principais cidades do país, junto com serviços de MPLS, que passarão a 14 cidades. A expansão está levando a empresa, que atualmente apenas compra capacidade de rede no país, a estudar a compra de redes de fibra ótica em locais estratégicos, além de estar negociando a oferta de serviços a uma “petrolífera muito muito grande”.

O Brasil já representa metade do faturamento de cerca US$ 500 milhões da BT na América Latina e deve receber metade do montante – não divulgado – que a empresa pretende investir na região no próximo triênio. O valor também inclui investimentos no lançamento de 30 novos produtos, entre serviços de comunicação corporativa, computação em nuvem, contact center e data center.

De acordo com o presidente mundial da BT Global Services, Jeff Kelly, a decisão de focar no mercado latino-americano, um dos poucos no mundo que registram crescimento em meio à crise mundial, se deve às crescentes necessidades de seus clientes corporativos – multinacionais como Unilever e Fiat – na região. “Os governos da região também estão muito interessados em atrair companhias”, disse o diretor de América Latina da companhia, Luis Alvarez, durante evento em São Paulo.

Anterior Planejamento abre consulta para aprimorar padrões do e-Ping
Próximos Telesp vira Telefônica Brasil na bolsa de valores