BT anuncia nova organização e aumento de receitas


Com a aprovação da compra da operadora móvel EE, a BT (Britsh Telecom) anunciou hoje, 1, nova estrutura organizacional, que começará a valer a partir de abril, além de divulgar os resultados de seu terceiro trimestre fiscal (a partir de dezembro).

O grupo passará a se organizar em seis linhas de negócios. O responsável pela divisão de serviços Globais da BT (que inclui o Brasil) será Luiz Alvarez, e a divisão cuidará dos segmentos públicos e privados fora da Inglaterra. O CEO da BT, Gavin Patterson, disse que a nova empresa não visa só “bundles”, mas uma rede convergente.

Na sede, duas diretoras estarão voltadas para o consumidor – uma dirigida por John Petter, que atenderá o segmento residencial, e a outra por Marc Allera, que ficará com os clientes individuais. Foi criada uma divisão de Negócios e Setor Público, que será dirigida por Graham Sutherlan. Ele assumirá a atual BT Business além da divisão de negócios da operadora de celular e as área da BT Global Services que atuava na Inglaterra.

A divisão de atacado será dirigida por Gerry McQuade, atual diretor de vendas e marketing EE. A divisão da OpenReach continuará inalterada, dirigida por Clive Selley.Essas seis divisões serão suportadas pela Tecnologia, Serviço e Operações, dirigida por Howard Watso e criada uma nova unidade de negócios móveis, conduzida por Fotis Karonis.

Resultado
A operadora anunciou hoje também os resultados operacionais de seu terceiro trimestre fiscal (que começou em dezembro passado), com crescimento das receitas em 4% em relação ao anterior, para £ 4,6 bilhões. Os lucros do período alcançaram £920 milhões, devido a menor impostos. O Ebitda cresceu 3% também ano a ano, para  £1,6 bilhão de libras. (com agências internacionais).

Anterior TV paga mantém retração em dezembro
Próximos Anatel libera Algar, TIM, Claro e Vivo de gastar R$ 1 bi com faixa de 700 MHz este ano