Brasileiro fez portabilidade numérica 1,61 milhão de vezes no terceiro tri


TeleSintese-Numeros-Faixas-ondas-abstrata-Fotolia_142086011

O brasileiro mudou de operadora, mantendo inalterado o número do telefone fixo ou celular, 1,61 milhão de vezes em julho, agosto e setembro. Desse total, 387,86 mil (24%) das migrações foram feitas por usuários de terminais fixos e 1,22 milhão (76%) demandadas por titulares de telefones móveis.

O dado mostra um aumento na quantidade de portabilidades feitas. No mesmo período do ano passado, foram realizadas 1,23 milhão de mudanças de operadora, mantendo-se o número. Os dados indicam que o Brasil vai superar a quantidade de portabilidades realizadas em todo o ano de 2016 já neste mês de outubro.

Desde que o sistema de portabilidade numérica foi implementado, em setembro de 2008, foram feitas 39,2 milhões de migrações entre operadoras. No último relatório trimestral da ABRTelecom (Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações), entidade administradora do serviço, consta que desde setembro de 2008 até o dia 30 de setembro de 2017, foram efetivadas 13,75 milhões (35%) de migrações por usuários de telefones fixos e 25,43 milhões (65%) a partir de iniciativa de titulares de números de terminais móveis. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Livraria Cultura venderá através do Mercado Livre
Próximos Microsoft admite que parou de desenvolver o Windows Phone

1 Comment

  1. Aurelino Santos
    9 de outubro de 2017

    Com esse volume de portabilidades numéricas ocorrendo nessa velocidade, porque a ANATEL ainda não liberou essa troca de operadoras em escala comercial? Refiro-me à demanda que encaminhei à essa agência reguladora das telecomunicações no dia 22.09.2017 enfatizando a portabilidade numérica em massa para comerciantes que, porventura, quisessem atualizar seus estoques de chips sem a necessidade de realizar novas compras e também sem precisar vincular nenhum cpf aos números portados. Além disso, nenhum ônus haveria em relação aos novos chips da prestadora que viessem a ser beneficiadas com essa portabilidade; reduzindo portanto, o custo operacional e aumentando a competitividade. Continuo aguardando um parecer da ANATEL, pois os 5 dias úteis para que houvesse uma resposta já se passaram e já reiterei a solicitação por 4 vezes, sendo que as mesmas podem ser realizadas diariamente.