Brasileiro corta água, mas não internet, aponta pesquisa


Beautiful Young Woman Listening Music in the City pessoa celular musica ouvindo fone 936px

 Um estudo desenvolvido pela agência nova/sb mostra que o brasileiro não está disposto a abrir mão da internet. Essa é uma das conclusões da Pesquisa Consumo na Crise, que ouviu mais de 2.800 pessoas ao longo de 12 meses. Conquista de consumo dos últimos anos, a internet é ao mesmo tempo entretenimento, informação e ferramenta para economizar; tida como fundamental para o dia a dia da população e como um dos recursos que ajudam o país a enfrentar a crise.

Mencionando a internet, os entrevistados pela nova/sb apontaram que:

– É uma das quatro principais conquistas de consumo dos brasileiros, nos últimos anos;

– Se tiver que reduzir consumo, a internet é uma das últimas opções de corte;

– A visita a sites e aplicativos é uma das principais estratégias de pesquisa de preço, promoções, compra, busca de oportunidades de emprego;

– Com o corte nas despesas com entretenimento fora de casa, a internet torna-se cada vez mais relevante como opção de lazer doméstico.

“Os brasileiros já mostraram ao mundo que são apaixonados por se comunicar e compartilhar experiências, vide a nossa liderança em várias redes sociais. E o consumidor do país está mais atento às possibilidades de economia, sobretudo em momento de crise. Ou seja, ninguém quer abrir mão de ter um smartphone e o utilizá-lo como estratégia de economia. Há ainda perfil de brasileiros que optou por atrasar contas de consumo como luz, água e manter o celular em dia para não perder oportunidades de ofertas”, destaca Bob Vieira da Costa, sócio fundador da agência. (assessoria de imprensa). 

Anterior FCC pode regular neutralidade de rede, decide tribunal nos EUA
Próximos PL que termina com concessão de telefonia avança na Câmara