Brasil vende PCs com preços mais altos da América Latina


De acordo com a pesquisa Brecha Digital, realizada pela Marco Consultoria, o poder de compra dos brasileiros em relação a All in One PCs, notebooks e netbooks teve sensível melhora nos últimos oito meses. Hoje são necessários 1,5 salário médio para comprar um notebook no país enquanto na edições anterior o índice era de 1,8. A pesquisa foi realizada na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México. O estudo revelou que o Brasil possui o segundo melhor salário médio, de $969, ficando atrás apenas do Chile, que possui salário médio de $995. A Colômbia e a Argentina possuem salários médios bem inferiores, $557 e $ 558, respectivamente. O México possui salário médio de $ 627.

O Chile, mais uma vez, aparece como o pioneiro no melhor acesso à tecnologia, sendo o país em que se necessitam menos salários médios para adquirir os produtos avaliados. Tal fato se deve não só ao alto salário médio, conforme explica Henrique de Campos Junior, consultor sênior da Marco Consultora: “O Chile possui localização geográfica privilegiada, por estar próximo aos fabricantes do Pacífico, além de possuir acordo de importação com países fabricantes e estrutura tributária vantajosa”, conta Junior. A Argentina classificou-se como o país com o pior acesso à tecnologia, já que possui o segundo menor salário médio e sua moeda, o peso, sofre depreciação contínua em relação ao dólar.

Os preços dos produtos no Brasil são os mais altos da América Latina. Um notebook aqui, por exemplo, tem preço médio de $1.434. Já na Colômbia, o mesmo notebook custa $931. Um All In One PC sai por $1.110 no Brasil, e no México, por $808.“Apesar dos maiores preços, atualmente já é vantajoso comprar eletrônicos no Brasil. Isso porque a diferença de valor entre comprar no exterior e comprar aqui, é muito pequena se levarmos em conta a taxa de importação a ser paga, o manual do produto, que não será em português, e a assistência técnica, válida somente no país da compra”, comenta Campos. Conforme a pesquisa, para comprar um All In One PC no Brasil é preciso gastar 1,15 salário médio, 1,48 salário médio para um notebook, 0,73 salário médio para um netbook e 1,10 salário médio para um tablet.  Essa última edição da pesquisa mostrou aumento do salário médio em todos os países ao longo dos últimos 8 meses, subindo de $809 para $969 no Brasil, de $451 para $558 na Argentina; de $745 para $995 no Chile; de $303 para $557 na Colômbia e de $561 para $627 no México. (Da Redação, com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior LinkedIn capta US$ 353 milhões com oferta pública de ações
Próximos Anatel demora quase três anos para adaptar fraseologia dos call centers