Brasil registra 35,65 milhões de linhas de telefonia fixa


O Brasil tinha ao final de junho 35,65 milhões de linhas de telefonia fixa, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgados hoje, 6. Em relação a maio, houve uma redução de 214.478 linhas, retração de 0,6%. Nos últimos 12 meses, foram 3.037.305 linhas fixas a menos, um encolhimento de 7,85%.

Em junho de 2019, havia 15.870.682 linhas fixas registradas pelas autorizadas no país e 19.779.776 linhas pelas concessionárias. Em 12 meses, as autorizadas tiveram redução de 955.436 linhas e as concessionárias tiveram perda de 2.081.869 linhas.

Entre as autorizadas, a Claro registrou a maior participação de mercado (63,39%) com 10.060.346 linhas fixas no país, em segunda posição ficou a Telefônica (Vivo), com 3.831.510 linhas (24,14%), e em terceira posição ficou a TIM, com 986.982 linhas (6,22%).

Em relação às concessionárias, a Oi registrou o maior volume de linhas fixas, foram 10.982.976 linhas (55,52% do mercado), seguida pela Telefônica (Vivo), com 7.944.054 linhas fixas (40,16% do mercado).

Anterior Oposição cobra explicações de Pontes sobre viagem de assessora, e sócia, aos EUA
Próximos Em CPI, Claro cobra atualização da Lei das Antenas de São Paulo