Brasil é o país com maior incidência de extensões maliciosas no Chrome


O Brasil é o país com maior incidência de extensões maliciosas para o navegador Chrome, instaladas, e capazes de afetar o uso do Facebook. A informação foi obtida pela Trend Micro, empresa de segurança, que avaliou a exposição dos usuários em diferentes países. A América Latina é a região do mundo mais exposta a esta espécie de ataque, com o Brasil numa posição isolada de vulnerabilidade (gráfico, em inglês).

trendmicro-extensoesA empresa fez uma análise de extensões maliciosas do navegador Chrome e das táticas de evasão utilizadas pelos cibercriminosos, depois de receber amostras de malware de dentro do Facebook.

Foi identificado o plugin malicioso BREX_KILIM.LL como mais comum. Ele executa um código JavaScript quando os usuários visitam o Facebook, na aba onde o site está aberto, para que os cibercriminosos possam ter controle sobre as contas dos usuários.

Para evitar ter suas extensões detectadas e removidas dos computadores infectados, os cibercriminosos estão usando métodos de evasão, como a utilização de arquivos maliciosos multi-script que trabalham em conjunto, a codificação de conteúdo JavaScript; a utilização de HTTPS conhecido para hospedar o JavaScript malicioso e o Twitter para esconder os URLs maliciosos. Além disso, são usadas extensões de arquivos falsos. (Com assessoria de imprensa)

Anterior PROTESTE cobra mais qualidade na banda larga móvel
Próximos Conselho da Portugal Telecom SGPS rejeita proposta de Isabel dos Santos