Bradcom quer substituir conselheiros da Qualcomm


Designed by kjpargeter / FreepikA Broadcom transformou sua oferta de compra da Qualcomm por US$ 130 bilhões em uma oferta hostil, ao apresentar hoje, 4, uma lista de 11 nomes para substituir todo o seu conselho de diretores. O movimento da Broadcom ocorre depois que o conselho da Qualcomm rejeitou sua oferta de US $ 70 por ação – dos quais US $ 60 em dinheiro -, dizendo que ela subvaloriza seus negócios e que sua proposta contem um grande risco regulatório.

Ganhar uma batalha hostil de aquisição é tarefa muito complexa. Alterar toda a lista de diretores da empresa-alvo é uma condição necessária, mas não a única. Também é preciso satisfazer as preocupações dos acionistas quanto ao preço e aos riscos regulatórios.

Em uma declaração de hoje, a Qualcomm disse que os indicados da Broadcom são “intrinsecamente conflitantes, dado o desejo da Broadcom de adquirir a Qualcomm de forma a subestimar dramaticamente” o fabricante de chips. Segundo seu presidente, Tom Horton, a Qualcomm é a empresa da indústria melhor posicionada em dispositivos móveis, IoT, computação de ponta, automotivo e redes para levar a transição para a tecnologia sem fio 5G.

Já o porta-voz da Broadcom acredita que a reunião do conselho da Qualcomm marcada para março é a oportunidade para seus acionistas apostarem na renovação. A Broadcom informou que pretende indicar nove homens e duas mulheres. A queda de braços vai ser longa. (Com noticiário internacional)

Anterior Avaliação de Minha Oi sobe com campanha
Próximos Linhas fixas: base encolhe 107,5 mil linhas em outubro