Bondholders prorrogam proposta para a Oi com bilionário egípcio


certo-confirmado-selecionar-escolher-correto-indicar-mao

O comitê de Bondholders liderado pela Moellis & Company divulgou hoje, 11, nota informando que foi prorrogado por mais 30 dias o prazo para a apresentação de uma proposta para a Oi que será apresentada juntamente com o bilionário egípcio Naguib Sawiris e seu grupo de empresas familiares.

Sawiris disse que continua  “acreditando nas perspectivas do Brasil, sua economia e seu povo, e está otimista sobre a oportunidade diante de nós”. Ele possui operadoras de telecomunicações em alguns países da África e Ásia.  E os bondholders continuam a alfinetar os executivos da Oi, alegando que até hoje a empresa não os procurou para apresentar uma proposta que possa ser negociada.

“Apesar do Comitê Diretivo continuar disposto a negociar com a Companhia os termos do plano de recuperação, a Companhia e seus administradores tem se recusado a fazê-lo. A Companhia também não prestou, até a data deste comunicado à imprensa, as informações solicitadas pelos credores há mais de quarenta e cinco (45) dias. O Comitê Diretivo continua seu diálogo com outros credores importantes da companhia a respeito do plano de recuperação alternativo”, diz o documento.

A Oi

A operadora. por sua vez, deu a seguinte resposta:

“A Oi está cumprindo todos os prazos legais e as negociações com todos os credores estão ocorrendo dentro da complexidade da maior Recuperação Judicial do Brasil. A prioridade da companhia  é demonstrar a todos os credores sua capacidade de gerar caixa e manter a melhora operacional para que o processo de aprovação do Plano de Recuperação Judicial transcorra em ambiente de tranquilidade para clientes, mercado e órgãos reguladores.

“Está aberta para receber e ouvir todos os nossos credores. Estamos na fase final de contratação de um novo assessor financeiro para auxiliar neste processo. Acreditamos que o acordo gera valor para todos os players: credores, clientes, acionistas e governo”.

Anterior Kassab cria programa de pesquisa em TIC para a saúde
Próximos Abrint critica demora do MCTIC em ativar o fundo de aval para ISPs

3 Comments

  1. Wellington Menelli
    12 de novembro de 2016

    Nos EUA e Europa, quem comanda e faz o plano de recuperação de uma empresa são os credores, aqui no BRASIL no entanto a lei trata o assunto de forma diferente, quem faz e propõe o PLANO DE RECUPERACAO JUDICIAL são os controladores da empresa, cabendo aos credores ACEITAR OU NÃO o PLANO em votação plenária em 4 classes de credores, se aceitam o plano a empresa segue em frente, senão vai a falência. O que se vê portanto, são CREDORES ABUTRES que compraram as dividas das empresas por 10% do valor se juntando a bancos e ao EGÍPCIO querendo tomar à força as rédeas da OI para ganhar muito dinheiro as costas dos pequenos acionistas da OI. Se esses ABUTRES (COMITÊ DE BONDHOLDERS) são tão bonzinhos CONVIDO-OS a fazer o que seria mais PRÁTICO E CORRETO, que assumam a empresa OI como se deve, fazendo uma OFERTA HOSTIL DE COMPRA DE AÇÕES DOS PEQUENOS ACIONISTAS MINORITÁRIOS e aí sim assumam legitimamente o comando de recuperação judicial da empresa OI. Do contrário assumam as perdas a quem empresta dinheiro cobrando JUROS e parem de chorumela.

    Eu, assim como os demais pequenos acionistas da empresa OI que comprou suas ações a mais de R $50 ficaria feliz em vender a R $ 10 para vcs.

  2. Wellington Menelli
    12 de novembro de 2016

    Geralmente Nos EUA e Europa, quem comanda e faz o plano de recuperação de uma empresa são os credores, aqui no BRASIL no entanto a lei trata o assunto de forma diferente, quem faz e propõe o PLANO DE RECUPERACAO JUDICIAL são os controladores da empresa, cabendo aos credores ACEITAR OU NÃO o PLANO em votação plenária em 4 classes de credores, se aceitam o plano a empresa segue em frente, senão vai a falência. O que se vê portanto, são CREDORES ABUTRES que compraram as dividas das empresas por 10% do valor se juntando a bancos e ao EGÍPCIO querendo tomar à força as rédeas da OI para ganhar muito dinheiro as costas dos pequenos acionistas da OI. Se esses ABUTRES (COMITÊ DE BONDHOLDERS) são tão bonzinhos CONVIDO-OS a fazer o que seria mais PRÁTICO E CORRETO, que assumam a empresa OI como se deve, fazendo uma OFERTA HOSTIL DE COMPRA DE AÇÕES DOS PEQUENOS ACIONISTAS MINORITÁRIOS e aí sim assumam legitimamente o comando de recuperação judicial da empresa OI. Do contrário assumam as perdas a quem empresta dinheiro cobrando JUROS e parem de chorumela.
    Eu, assim como os demais pequenos acionistas da empresa OI que comprou suas ações a mais de R $50 ficaria feliz em vender a R $ 10 para vcs.

  3. 15 de novembro de 2016

    Espero que a Oi saia dessa situacao mais forte e preparada pro futuro.