Bolsonaro cancela indicação para a Ancine


Não houve explicação para a retirada do nome do engenheiro e advogado Henrique Ramos para a vaga na autarquia de cinema, mas candidato não atende às exigências da nova Lei das Agências Reguladoras.

O presidente Jair Bolsonaro publicou mensagem, nesta quarta-feira, 17, tornando sem efeito a indicação de Henrique Barros Pereira Ramos para uma vaga na diretoria da Ancine. Não houve explicação para a decisão.

A indicação do engenheiro e advogado Henrique Ramos, porém, não se enquadra nas determinações da nova Lei Geral das Agência Reguladoras, que ainda vai entrar em vigor. Pelo texto, para o cargo de diretor de uma agência é requisito básico ter experiência de 10 anos no campo de atividade da agência ou em área conexa.

Ramos é servidor público de carreira, mas nunca ocupou cargo conexo à área do audiovisual ou da Cultura. Atualmente, ocupa diretoria no Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (Iprev/DF).

Anterior Incentivos fiscais devem ir para o software, defende Ricotta, CEO da Ericsson do Brasil
Próximos Contratos na 5G impulsionam resultados e levam Ericsson a reverter prejuízo

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *