BNDES: R$ 1,5 bilhão para rede GSM da Vivo


O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou hoje, 28 de maio,  financiamento de R$ 1,5 bilhão para a Vivo, para a conclusão da rede GSM da operadora, e expansão da capacidade de tráfego nas regiões já cobertas. A Vivo espera que até julho deste ano 2.295 municípios estejam cobertos pela rede GSM, …

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou hoje, 28 de maio,  financiamento de R$ 1,5 bilhão para a Vivo, para a conclusão da rede GSM da operadora, e expansão da capacidade de tráfego nas regiões já cobertas. A Vivo espera que até julho deste ano 2.295 municípios estejam cobertos pela rede GSM, que deverá ser sobreposta à rede CDMA, tecnologia exclusivamente utilizada pela operadora no país.

A expansão permitirá à Vivo operar em modo digital em todo o país (em Minas Gerais e na região Nordeste, os aparelhos com tecnologia CDMA só operam em modo analógico), e no exterior, onde o padrão GSM é amplamente mais utilizado. Segundo informe divulgado pelo BNDES, a operadora não pretende ampliar a cobertura CDMA, concentrando investimentos para um aumento gradual da capacidade de tráfego da nova rede GSM, em função do crescimento de sua base de assinantes. A implantação da rede GSM permitirá, futuramente, a migração dos serviços do grupo para a rede 3G.

O BNDES já aprovou financiamentos no valor de R$ 19,5 bilhões para as empresas de telecomunicações desde a privatização do setor, em 1998. No ano passado, foram aprovados R$ 4,5 bilhões para a área de telecomunicações, destinados a projetos de expansão da rede e atualização tecnológica. (Da Redação)

Anterior Empresas de mídia terão um bom ano, aposta S&P.
Próximos VoIP gera dúvidas no edital do Gesac