BNDES financia R$ 8,5 milhões para instituto de inovação em Campinas


O BNDES aprovou financiamento no valor de R$ 8,5 milhões, no âmbito da Linha de Apoio à Inovação, para o Instituto de Pesquisas Eldorado. O projeto consiste na construção da sede do instituto, em terreno próprio, de 25 mil m², dentro do CIATEC Pólo de Alta Teconologia II, localizado em Campinas, (SP), com o objetivo …

O BNDES aprovou financiamento no valor de R$ 8,5 milhões, no âmbito da Linha de Apoio à Inovação, para o Instituto de Pesquisas Eldorado. O projeto consiste na construção da sede do instituto, em terreno próprio, de 25 mil m², dentro do CIATEC Pólo de Alta Teconologia II, localizado em Campinas, (SP), com o objetivo de implantar um centro tecnológico. O novo pólo vai sediar as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, e visa o aumento de atuação na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs), através da pesquisa de novas tecnologias e da capacitação profissional dos seus colaboradores.

A idéia é integrar, em curto período, funcionários, fornecedores, clientes e parceiros do meio acadêmico, concentrando as atividades em um único local. A medida permitirá a utilização de recursos de maneira mais eficiente, com a infra-estrutura de TI, recursos humanos, espaço físico e equipamentos. Outro fator positivo do projeto é a significativa redução de despesas operacionais, como pagamento de aluguel, condomínio, serviços e melhor utilização dos serviços correlatos.

O terreno para a construção do instituto foi escolhido devido à proximidade com grandes universidades, como PUC-Campinas e Unicamp, instituições como Sociedade Softex e FAPESP, estando localizado ao lado da Casa do Professor Visitante da Unicamp e das futuras instalações do Instituto Brasileiro de Inovação.

Há previsão de criação de 278 novos postos de trabalho após a implementação do projeto, o que representa uma elevação de 64,2% no atual efetivo da instituição. A finalidade do Instituto é criar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), estudos e serviços para seus associados, parceiros e clientes, na área de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e afins. (Fonte: assessoria de imprensa, BNDES)

Anterior Sobras: Claro e Tim pedem impugnação de diferentes itens do edital.
Próximos Nagravision quer dobrar vendas de smartcards em 2007