BNDES aprova menos projetos de telecom em 2014, o que refletirá neste ano.


O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) aprovou 61% menos financiamentos a projetos na área de telecomunicações em 2014. Os projetos aprovados no ano que passou, muitos em fibra óptica, somam R$ 2,89 bilhões, e representam 1,4% do total dos valores contratados entre janeiro e dezembro no banco.

A GVT, sozinha, obteve aprovação de financiamento da ordem de R$ 1 bilhão, ou 35% do valor aprovado para telecomunicações. O montante deverá ser destinado à expansão e melhoria da infraestrutura, em aquisição de máquinas e equipapementos nacionais e de bens de informática, sempre com tecnologia nacional. Também deverá ter parcela investida em ações sociais.

Há uma diferença, porém, entre valor aprovado e desembolsado. O dinheiro aprovado pode nunca vir a ser solicitado integralmente ou repassado pelo banco. Em 2014, o que se viu foi um aumento do desembolso, dinheiro que chegou de fato ao caixa das empresas, na ordem de 97% em relação a 2013.

O banco distribuiu às operadoras e empresas de infraestrutura em telecom R$ 5,29 bilhões, equivalente a 2,8% de todos os repasses realizados em 2014. As empresas que receberam efetivamente o dinheiro não são divulgadas, por questões de sigilo bancário, informa a instituição.

No total, o banco emprestou R$ 187,8 bilhões em 2014, 1% menos que em 2013, e aprovou contratos que somam R$ 204,8 bilhões, ou 14% abaixo do registrado em 2013. O setor de telecomunicações foi o quarto, entre projetos de infraestrutura, que mais recebeu recursos – atrás de transporte rodoviário (11,2%), de energia (10,1%) e de atividades auxiliares a transportes (5,5%) – como metros, aeroportos, portos etc.

Anterior Telecom Italia capta com sucesso 2 bilhões de euros
Próximos Ceitec, fábrica de chip estatal, tem prejuízo acumulado de R$ 46 milhões