Bernardo diz que leilão foi um sucesso e vai possibilitar a universalização da internet no país


O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, considerou um sucesso o leilão da faixa de 700 MHz, apesar da redução da arrecadação. “Já era esperada a possibilidade de não vender tudo, depois que a Oi desistiu de participar, mas conseguimos consolidar a possibilidade de universalização da internet no Brasil com a 4G”, disse.

Bernardo vê na disposição de investimento de quase R$ 10 bilhões – o valor das frequências mais os custos de limpeza da faixa – como uma demonstração das empresas de confiança no país, ainda mais em um momento de baixa do mercado de ações. Mas o ministro demonstrou preocupações com o futuro da Oi, já que a operadora não disporá da frequência para competir em um mercado que deve se transformar como predominante nos próximos quatro anos, como o de 4G. Mas acredita que a tele brasileira poderá adquirir no futuro a faixa que deixou de ser vendida hoje.

Sobre a possibilidade de o Brasil ficar com apenas três grandes competidoras, o ministro disse que não é favorável à consolidação do mercado. “Eu acho que isso é um ‘faniquito’ do mercado, que busca aumentar a lucratividade das empresas”, disse. Porém, considerou como positiva a compra da GVT pela Telefônica, que considerou como mais uma demonstração de confiança no Brasil.

Anterior Tim e Oi vão ampliar compartilhamento da rede de 2,5 GHz
Próximos Windows 10 rodará em computadores, tablets e smartphones