Bedran deve voltar para o conselho da Anatel


O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, teria entregue à presidente Dilma Rousseff sugestão de recondução do ex-conselheiro da Anatel, Antonio Domingos Bedran, para o conselho da agência, informaram fontes do Congresso Nacional. O ministro não confirmou esta informação à imprensa, alegando “que se esqueceu de levar o nome na reunião de ontem com a presidente”.

Segundo as fontes, Bedran, que não sofre resistências dentro da Anatel nem no mercado, é a única indicação do PMDB, e faria parte do acordo do governo com o partido. A indicação de Bedran parece tão certa, que já provoca novas discussões regulatórias. Já se questiona se a indicação de Bedran seria uma recondução ou uma nova indicação. Isso tem uma grande implicação para um futuro terceiro mandato. Se for nova indicação, teoricamente, Bedran ainda pode disputar mais uma mandato de cinco anos na Anatel. Se for recondução, esta seria a sua última atuação da agência.

A discussão está sendo levantada porque a quarentena de Bedran acabou no dia 4 de março. Ou seja, teoricamente, ele não tem mais qualquer vínculo com a agência que pudesse caracterizar como uma reconudação ao cargo.

Anterior "O governo não pediu pressa para o PLC 116", afirma Eunicio de Oliveira.
Próximos Governo promete incluir estados do Norte no PNBL