BEA rejeita oferta de compra feita pela Oracle


Expirou ontem, 28 de outubro, a oferta de compra de US$ 6,7 bilhões da BEA Systems, feita pela Oracle, terceira maior produtora de software do mundo. A Oracle havia oferecido US$ 0,17 por ação, e a BEA exigiu US$ 0,21, o que aumentaria o valora da transação para US$ 8,2 bilhões. Em comunicado a Oracle …

Expirou ontem, 28 de outubro, a oferta de compra de US$ 6,7 bilhões da BEA Systems, feita pela Oracle, terceira maior produtora de software do mundo. A Oracle havia oferecido US$ 0,17 por ação, e a BEA exigiu US$ 0,21, o que aumentaria o valora da transação para US$ 8,2 bilhões. Em comunicado a Oracle informou que “os acionistas da BEA não devem esperar que a Oracle irá renovar no futuro sua oferta de US$ 0,17 por ação”. E acrescentou que “com o tempo muitas coisas podem mudar: os negócios da BEA podem enfraquecer, o mercado de ações pode cair de suas altas recordes recentes, ou a Oracle pode aplicar seu capital de outra forma”.

O embate agora se dará entre Carl Icahn, investidor bilionário que detém 15% da BEA, e o conselho de administração da companhia. Antes do encerramento do prazo da oferta, na sexta-feira, o Icahn pediu para a BEA iniciar o procedimento para sua venda, defendendo que os acionistas tem o direito de escolher a maior oferta, ainda que esta seja feita pela concorrente Oracle. Icahn afirmou que queria aderir a oferta da Oracle, caso nenhuma outra maior fosse feita, e ameaçou processar a BEA para adquirir o controle da empresa, caso o conselho de administração impedisse os acionistas de decidirem o futuro da empresa. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Na Itália, TI é acusada de abuso de posição dominante
Próximos Assinatura digital pode economizar até R$ 1.900/ano com cartório