Bayard Gontijo deixa a presidência da Oi


Bayard Gontijo, presidente da Oi, no lançamento nova marca Oi
Bayard Gontijo, presidente da Oi

Bayard De Paoli Gontijo, presidente da Oi desde outubro de 2014, renunciou ao cargo nesta sexta-feira, 10. O executivo entrou na companhia em 2003, passando desde então pelas mais diversas posições. Antes de se tornar CEO, foi CFO. Passou ainda pela NET e pelo banco Bamerindus e HSBC.

O conselho de administração da companhia elogiou o trabalho de Gontijo nos 14 anos em que trabalhou na Oi, especialmente a reestruturação que tocou ao longo do mandato como CEO. Em seu lugar já elegeu Marco Norci Schroeder, também funcionário de carreira da concessionária. Schroeder acumulará a função com o cargo de diretor administrativo financeiro, que já ocupava.

Schroeder entrou na empresa em 2002. Foi diretor de controladoria até 2011. Em 2014, voltou para a Oi como diretor financeiro internacional. O executivo consolidou sua carreira no mercado de Telecomunicações e atuou na Contax, NET e RBS. Cursou Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e tem especialização pela Harvard Business School e na Wharton School da Universidade Pensilvânia.

Os motivos da renúncia não foram divulgados. Mês passado, a companhia iniciou conversas com credores para tentar reduzir ou alterar os termos da dívida da empresa. O endividamento líquido é de R$ 40,8 bilhões, e o bruto, de R$ 54,9 bilhões.

Anterior AT&T eleva preço pelo Yahoo para US$ 5 bilhões
Próximos Sem Bayard, e se a Oi não conseguir renegociar a dívida?