Base de celulares encolhe em junho


Pela primeira vez desde 2002, a base de celulares do país encolheu em vez de crescer. É o que mostram os números preeliminares divulgados hoje, 21, pela Anatel. Junho terminou com 91,760 milhões acessos em serviço, uma queda de 0,67% em comparação com a base de maio, que fechou em 92,377 milhões de acessos em …

Pela primeira vez desde 2002, a base de celulares do país encolheu em vez de crescer. É o que mostram os números preeliminares divulgados hoje, 21, pela Anatel. Junho terminou com 91,760 milhões acessos em serviço, uma queda de 0,67% em comparação com a base de maio, que fechou em 92,377 milhões de acessos em serviços. Segundo técnicos da agência, a redução no número de acessos se deve às medidas adotadas pela Vivo, e anunciadas hoje de manhã, de combate à inadimplência que resultaram numa limpeza de base de assinantes da operadora. Como resultado, as adições líquidas da Vivo foram negativas em 1,6 milhão de assinantes no segundo trimestre deste ano, assim como deixaram de ser clientes da empresa 1,3 milhão de pessoas no semestre.
Da Redação
Anterior Motorola reestrutura área de mobilidade
Próximos Triple play garante sucesso da Net