Banda larga móvel registrou velocidade média de 21,3 Mbps no 1º tri


A velocidade da banda larga móvel melhorou no primeiro trimestre no Brasil, e ficou em 21,3 Mbps, segundo dados do Speedtest Ookla divulgados hoje, 30. Significa que houve uma evolução de 25,7% na métrica em relação ao primeiro trimestre de 2018.

Apesar da melhora, o Brasil não é o país da América Latina com melhor banda larga móvel. Este título foi para o Peru no período, que registrou média de 23,07 Mbps em suas medições. O México foi o segundo país com internet mais rápida no celular: 22,02.

O SpeedTest aponta ainda que o Brasil é país onde é mais difícil achar uma rede LTE disponível. Aqui o usuário se conecta ao 4G em 54,9% das vezes que está na internet móvel. Peru é o país com melhor disponibilidade do 4G, com 87,4%.

Os dados da consultoria indicam ainda que a Claro é a operadora com a internet móvel mais rápida do país, enquanto a Vivo é a empresa com a melhor cobertura. Mais detalhes podem ser vistos no original, em inglês, aqui.

Abril

Os dados apontam ainda que no ranking global específico de abril, o Brasil subiu duas posições em um ano. Na banda larga móvel, registrou média de velocidade de download de 21,75 Mbps, e de upload de 8,8 Mbps. Isso coloca o país na posição 73 de um ranking com 179 países.

Apesar da evolução, as redes móveis tiveram desempenho inferior à média global, que foi de 26,96 Mbps no download e 10,40 Mbps no upload.

Na banda larga fixa, o país subiu uma posição em abril, comparado a abril de 2018, ficando na posição 63. A internet fixa local registrou velocidade média de download de 34,23 Mbps, e de upload de 16,47 Mbps. Muito abaixo das médias mundiais, que foram de 58,66 Mbps e  28,99 Mbps, respectivamente.

Anterior Inmarsat poderá monitorar barragens para governo de MG
Próximos Serpro se compromete a obedecer a LGPD