Banda larga fixa por fibra óptica será 19% do total, ao final de 2013


Os acessos de banda larga fixa mantêm um crescimento saudável em 2013, com notável avanço das conexões por fibra óptica. De acordo com uma pesquisa da ABI Research, a participação deste segmento no mercado global de banda larga deve alcançar 19% até o final de 2013, alta de 3 pontos percentuais em relação ao registrado ao final de 2012. Pela projeção, serão adicionados 25,6 milhões de acessos por fibra óptica, aos atuais 124 milhões.

“O número de acessos cresce tanto em DSL, cabo e plataformas de fibra óptica. No entanto, há uma mudança no comportamento do usuário que migra do DSL para a fibra óptica à medida que os operadores continuam a investir nesse tipo de infraestrutura”, afirmou Jake Saunders, vice-presidente e diretor da ABI.

A tendência é comum entre mercados desenvolvidos e emergentes. A China, por exemplo, deve registrar um decréscimo na tendência de adoção de DSL nos próximos anos à medidas que as operadoras, tal como a China Telecom e China Unicom, implantam agressivamente redes de fibra óptica. No primeiro trimestre de 2013, a ABI verificou uma redução de 3 milhões nos acessos DSL. No mesmo período, a adoção de fibra óptica passou de 32,9 milhões para 37,6 milhões.

No entanto, as plataformas DSL devem continuar como predominantes no mercado, uma vez que soluções de Fiber-To-The-Home (FTTH) ou Fiber-To-The-Curb (FTTC) são economicamente inviáveis em algumas localidades e operadoras testam o VDSL2, que pode levar a velocidade da banda larga para até 100 Mbps em redes de cobre. (Da redação)

Anterior TSE dará publicidade a todos os acordos para repasse de dados dos eleitores
Próximos China define banda larga como estratégica e prevê cobrir o país até 2020