Banco Espírito Santo (BES) é acusado de fraude financeira


Depois do calote da empresa Rio Grande que, entre outras dívida.s sacou e não pagou quase um bilhão de euros da Portugal Telecom, aumentam as denúncias sobre o Banco Espírito Santo (BES), a principal instituição da família, e sócio da Oi.

Conforme o jornal Financial Times, o BES está sendo agora investigado por fraude financeira, por ter financiado secretamente desde 2012 o Espírito Santo International (ESI), por contas do Panamá. O BES teria participação de 25% do banco panamenho. O jornal faz duras críticas ao banco central português, o Banco de Portugal, por ter permitido acontecer um “dos maiores colapsos financeiros da Europa”. Conforme o jornal, o BES não declarou em nenhum momento os empréstimos feitos a esta outra instituição.

Segundo os documentos a que o jornal britânico teve acesso, a operação se dava com a abertura de linhas de crédito para um pequeno banco no Panamá, que era controlado pela holding do grupo, a Espírito Santo Financial Group, e depois o grupo usava o  dinheiro para comprar as dívidas contraídas pelo ESI.

O BES informou em seus balanços  que tinha exposição de crédito no banco panamenho, mas nunca informou que esses empréstimos estavam sendo usados para financiar a ESI ou outras empresas da família Espírito santo. Esses operação ampliaram a quebra do BES, que registrou perdas de 3,6 bilhões de euros em julho deste ano.

 

Anterior Nova regra para contratações de TI no governo deixa de fora serviços estratégicos
Próximos Compra da Direct TV pela AT&T vai ser investigada por procuradores norte-americanos