Baidu sofre nova derrota para a PSafe na Justiça


justiça-lei-norma-legislação-estátua-tribunal

A empresa chinesa Baidu terá de indenizar a brasileira PSafe por concorrência desleal. A ordem parte do Tribunal de Justiça de São Paulo, que manteve, por votação, unânime, decisão proferida pela 11ª Vara Cível da Justiça Estadual ainda em 2016.

Na época, a PSafe acionou a Justiça porque o aplicativo de segurança da Baidu estava programado para apontar o aplicativo da PSafe como ameaça aos smartphones.

O acórdão publicado pelo TJ/SP destaca que, “o comportamento deliberado da Baidu tinha o objetivo de influenciar os consumidores dos aplicativos das partes, denegrindo a imagem da PSafe e induzindo a desinstalação dos aplicativos”, o que caracteriza a concorrência desleal segundo art. 157, VI, da Constituição Federal.

A chinesa Baidu é uma das maiores empresas de internet do mundo, conhecida como a “Google Chinesa” já que seu buscador é o mais popular no país asiático.

A decisão manda a Baidu publicar mensagem de retratação pública em seus canais de comunicação na internet e redes sociais, e pagar de indenização por danos materiais, morais, e lucros cessantes à PSafe. Confira a íntegra do acórdão.

O Baidu, por sua vez, ressalta que vai recorrer. “A decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo não é definitiva e o caso ainda se encontra sub judice. Esperamos, nas próximas etapas do processo, demonstrar a legitimidade de nossos esforços em proteger nossos usuários”, afirma, em nota. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Senado aprova PL que eleva Fistel de teles que descumprem metas de qualidade
Próximos Associação brasileira de IoT se junta à LoRa Alliance