Bahia abre linha de crédito para pequenos provedores


Jose-Vivaldo-Mendonca-FilhoINOVAtic NE – O governo da Bahia lança no dia 2 de abril uma linha de crédito para pequenos provedores de R$ 100 mil reais para capital de giro. A medida faz parte do plano Bahia Global, que pretende levar o acesso a internet a todos os 417 municípios baianos.

Segundo o secretário de Ciência e Tecnologia da Bahia, José Vivaldo Mendonça Filho, que falou nesta segunda-feira (26) no INOVAtic Nordeste, a ideia é transformar seu estado em um grande acelerador de empresas de base tecnológica, transformando a Baia de Todos os Santos, região litorânea de Salvador, em um novo Vale do Silício. Outra frente do governo é defender a redução da alíquota de ICMS para os serviços de internet prestados pelos provedores regionais. “Todos tem a ganhar com isso”, garante.

Vivaldo também anunciou que entrou no Ministério Público contra a empresa de distribuição de energia, que atende o estado, pelo preço cobrado aos pequenos provedores pelo uso de postes. “A empresa cobra mais dos pequenos, contrariando a resolução da Anatel e Aneel, que estipula o valor em R$ 3,20 e não dos R$ 6,90”, afirmou. De acordo com o secretário, o MP aderiu á briga e já está negociando um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Neoenergia, concessionária do estado.

Sobre o financiamento, Vivaldo disse que essa linha de crédito está disponível e pode ser acessada por pequenas empresas que já tenham um ano de funcionamento e com faturamento de até R$ 5 milhões. “Essas condições atendem a 90% dos provedores que atuam no estado”, afirmou.

O INOVAtic Nordeste está sendo realizado em Fortaleza pela Momento Editorial.

Anterior CommScope e Nokia simplificam os sistemas de antenas distribuídas
Próximos Operadoras ampliam ofertas de redes no Nordeste

3 Comments

  1. Marcio Duarte
    27 de Março de 2018

    Só não citaram por qual instituição procurar para ter acesso a essa linha de crédito. Plano Bahia Global?

  2. 27 de Março de 2018

    Onde pegar esse crédito?

    • 28 de Março de 2018

      A oficialização do programa será feita no início de abril, pelo governo da Bahia,
      quando então serão detalhadas as condições do financiamento