Avaya anuncia centro global de software no Brasil


A Avaya anunciou hoje, 8, que o Brasil sediará seu primeiro Centro Global de Desenvolvimento de Software e Aplicações Customizadas em todo o mundo. A sede ficará em São Paulo, onde existe o escritório da empresa no país. Atualmente, a companhia conta com 25 desenvolvedores de software no país. “Com o novo centro, esse número …

A Avaya anunciou hoje, 8, que o Brasil sediará seu primeiro Centro Global de Desenvolvimento de Software e Aplicações Customizadas em todo o mundo. A sede ficará em São Paulo, onde existe o escritório da empresa no país. Atualmente, a companhia conta com 25 desenvolvedores de software no país. “Com o novo centro, esse número pode saltar para 50 ou 100 profissionais”, explica Marcos Fujisawa, diretor global da divisão de software e aplicações customizadas da Avaya.
Por que o Brasil e não a Índia, país que se destaca mundialmente nesse setor? “Na Índia, devido ao grande número de empresas que estão por lá, está cada vez mais difícil encontrar profissionais qualificados”, explica Fujisawa. “Por outro lado, aqui nossos profissionais já têm experiência de dez anos neste segmento e excelência necessária para o projeto”,completa. Soma-se a isso, as vantagens de custos operacionais, além da própria estratégia da empresa, que tem Brasil e América Latina como focos de atuação.
O centro abrangerá as áreas de contact center, Telefonia IP, bem como aplicações de próxima geração baseadas em tecnologia IP. Utilizará, entre outros padrões da indústria, a  Arquitetura Orientada a Serviço (SOA, da sigla em inglês) e o Protocolo de Iniciação de Sessão (SIP).  A Avaya não divulga os valores investidos. “Mas é na ordem de sete dígitos em dólares”, revela Fujisawa. “Os brasileiros terão acesso a tudo que é desenvolvido nos EUA e Europa”, completa.
A empresa também não tem uma expectativa do quanto será produzidos para exportação e quanto para o mercado brasileiro. Mas, como se trata de um centro global, não há um foco para mercado específico. Os softwares serão produzidos tanto sob demanda como para integrar o portfólio mundial da Avaya. Este do Brasil, que já está em funcionamento, será o primeiro de outros centros tecnológicos que a companhia pretende criar nos próximos anos. 

Anterior O Brasil deve planejar para ser competitivo
Próximos GVT ainda aguarda autorização da CVM para abertura de capital