Em serviços móveis, apenas dois países cobram mais impostos do que o Brasil, mostra relatório da UIT

O país subiu duas posições no ranking global, para o 45 lugar, essa alteração deve-se à piora de outros países na comparação geral, uma vez que os preços médios praticados por aqui ficaram inalterados entre 2018 e 2019, conforme a UIT

Custo das cestas de baixo consumo de voz e dados e de alto consumo se manteve inalterado entre 2018 e 2019. No mundo, preços recuaram, mas não a ponto de atrair novos usuários, avalia a UIT.

Transação foi concluída em 31 de março. Quanto às receitas com serviços, grupo dono da TIM Brasil apresentou queda e reflexos da pandemia de Covid-19.

Para Ericsson, Nokia e Intel, obrigações em qualidade de serviço fazem mais sentido do que regra para uso de fibra em bakchaul no próximo certame. Cisco observa que infraestrutura sem fibra não atende padrão 5G.

Cisco vê cinco players na disputa por espectro no próximo leilão. Para Nokia e Ericsson, regionalização pode se dar também liberando-se a banda de guarda acima de 3,7 GHz para o serviço privado. Para a Intel, custo para os pequenos pode inviabilizar investimentos.

Para a empresa é necessária a certeza de que serviços em bandas adjacentes serão preservados.

Compromissos de construção de backhaul em cidades pequenas e de cobertura 4G podem ser acelerados com uso do satélite, defendem Hispamar, Intelsat e SES

Márcio Brasil, gerente geral da empresa no país, diz que reestruturação financeira também não altera pleitos para o leilão da 5G da Anatel.

Executivo voltou a defender a realização de leilão em breve, com viés não arrecadatório a fim de liberar o dinheiro das operadoras para investimentos na rede.