Foram desligados 26,6 mil acessos. Migração do xDSL para FTTH continua.

Utilities acreditam que operadoras não conseguirão comprovar utilização do espectro e preveem redistribuição da faixa até 2021

Provedora participa do programa de WiFi da cidade desde a primeira geração, em que atendia 60 pontos. Prevê cobrir 300 este ano, e o restante em 2020, usando backbone de fibra óptica.

Velocidade do acesso à internet móvel brasileira é inferior à média mundial, aponta levantamento do SpeedTest.

Equipamentos farão parte da constelação Global Xpress, que atende aos setores marítimo, governamental e de aviação. Primeiro lançamento será em 2023.

Oi voltou a crescer em abril, enquanto as demais grandes operadoras desligaram acessos.

Provedora vai usar parte da banda Ku do SES-10 para expandir atuação nos segmentos de energia, agribiz, mineração e ISPs

A Padtec vai continuar a produzir os equipamentos, mas equipe de engenharia passa a trabalhar para a empresa francesa. Transação movimentou R$ 46 milhões.

Operadora vai usar rede móvel em LTE na frequência de 2,5 GHz como backbone para fornecer a capacidade dos pontos de WiFi nas praças.

Caso esse tipo de oferta existisse no mercado nacional, consumidor tenderia a assinar pacotes oferecidos por Apple e Samsung em vez dos serviços vendidos pela teles tradicionais, revela pesquisa da consultoria Oliver Wyman.