Companhia enviou contribuição à consulta pública sobre a regulamentação do Marco Civil da Internet promovida pela Anatel.

Operadoras defendem liberdade no modelo de negócios, zero rating, CDN, e acordos de interconexão com regulação ex post caso a caso.

Empresa já estaria negociando adoção da tecnologia com operadoras brasileiras.

Credores da concessionária brasileira também aprovaram venda da PT Portugal, ontem, e previsão de uso do dinheiro em processo de consolidação no Brasil.

Gired decidiu por modelo não existente no mercado, com porta USB, HDMI, Ethernet e Ginga C.

Acordo acontece, por enquanto, apenas no Brasil, mas há estudos para levar a outros países.

Segmento de telefonia móvel sofreu perda de receita em dados, SVA e interconexão.

Projetos aprovados somam mais de R$40 milhões. Algar vai investir em redes ópticas e móveis, enquanto Oi busca conectar cidades com redes de transporte.

Companha diz que trabalhadores são contratados da Brasil Telecom Call Center, sociedade controlada pela Oi.

Dados da Anatel demonstram redução do mercado de STFC como um todo, mas autorizadas tiveram mais sucesso em atrair usuários.