O smartphone é usado para navegação mais de 20 horas na semana por 22% das pessoas na América Latina.

José Otero, diretor para América Latina e Caribe da entidade, descarta implantação e crescimento de redes LTE-Advanced no país e na região nos próximos anos.

Empresa refez cronograma para atender exigências da CVM. Aumento de capital vai financiar aquisição da GVT.

Resultados da fornecedora para redes foram impactados por ajuste contábil retroativo a 2011 e investimentos no exterior. Sem ajuste, lucro seria de R$ 3 milhões.

CVM fará novas exigências para conceder registro de oferta à companhia. Investidores devem confirmar interesse na aquisição.

Entidade cobra regulamentação principiológica, com liberdade de modelos de negócio, inclusive com permissão para exploração do zero rating.

Pasta sugere permissão expressa à venda de planos baseados em franquias de dados e que decreto não traga exceções à degradação do tráfego.

Estudo feito pela empresa Quanti para o Gugst revela que empresas buscam mais exemplos para ampliar o uso no Brasil.

TIM Brasil pede que poder Judiciário seja responsável por aplicar sanções em caso de abuso por parte dos provedores de acesso. Sky acredita que tratamento de dados pessoais deve ser regulado apenas por texto específico, dedicado ao assunto, e que atualmente está em consulta pública. A neutralidade da rede não é mais o principal tema de preocupação das operadoras. Apenas a Sky apresentou proposta sobre este tema, pedindo aval para políticas de gerenciamento de rede.