BNDES anuncia duas linhas de financiamento sob medida para ISPs

Leia Mais

Victor Mendonça, da TIM aponta que apenas 7% das residências nas classes DE têm computador e banda larga fixa, enquanto na classe A esse percentual se inverte para 98% e ele atribui essa distorção à alta carga tributária no setor.

A Nextel ganhou o prêmio pela iniciativa ” Somos Todos Clientes”. E a Claro, pelo aplicativo “Meu Técnico”.

Leonardo Euler de Morais assinalou que, em contraste, os Estados Unidos alocaram no ano passado, para o seu fundo de universalização, 8,5 bilhões de dólares que foram usados para estimular a oferta e a demanda de banda larga.

O superintendente de Competição da Anatel, Abrãao Balbino, afirma que poderá surgir uma operadora de infraestrutura para gerir a ocupação dos postes da rede elétrica e que a agência poderá criar mais estímulos para que operadoras e empresas que não têm acesso ao espectro possam ocupá-lo.

Segundo o COO, Rodrigo Abreu, a Oi também não tem pressa para que o leilão da 5G aconteça, mas continua o seu planejamento estratégico para a geração de caixa.

O COO Rodrigo Abreu acredita que a definição das regras para a migração da concessão de telefonia fixa para o regime privado de autorização deverá demorar entre 12 a 18 meses depois da publicação do Decreto presidencial. E entende que o fluxo de caixa negativo da concessão deverá ser considerado.

A Anatel está revendo o regulamento geral dos serviços de telecomunicações e o seu relator, Emmanoel Campelo, disse que vai incorporar também indicadores de qualidade para a comunicação máquina a máquina, de forma a facilitar a compreensão das empresas que ingressarão na IoT

A Vivo sempre irá olhar os ativos disponíveis no mercado, afirmou seu CEO, Christian Gebara.

O CEO da Vivo, Christian Gebara, prefere que o leilão tenha regras bem definidas, que não desfavoreça os investimentos das grandes operadoras, que os objetivos de cobertura sejam realistas com as necessidades do país, e que os lotes de espectro sejam favoráveis para a digitalização.

O secretário-executivo do MCTIC, Julio Semeghini disse que várias empresas já estão comunicando ao ministério a paralisação da produção local ou a importação dos produtos devido a indefinição sobre a nova lei de informática.