Miriam Aquino

Sobre o autor Miriam Aquino

Jornalista há mais de 25 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.

shutterstock_ agsandrew_internet_conexao_rede
Destaque

Após um ano de espera, M2M com imposto menor vai valer a partir de setembro

Agora, a bola está de novo com as empresas, que precisam mandar para a Anatel as informações sobre os chips que serão usados no mercado brasileiro com a função de comunicação Machine-To-Machine (M2M).Segundo o superintendente da Anatel, Marconi Maya, já foi desenvolvido o sistema que faltava para permitir a desoneração do Fistel. A sua expectativa é que no início de setembro a medida esteja em pleno funcionamento.

Leia mais 0 Comentários
Virgilio Almeida, Secretário de Política de Informática
Entrevistas

A Lei de Informática precisa gerar produtos globais, defende Almeida, da Sepin

A recente revalidação da Lei de Informática – que concede isenção de IPI para os produtos fabricados no Brasil com o método de fabricação conhecido como Processo Produtivo Básico (PPB) – é elogiada pelo secretário de Informática do MCTI, Virgilio Almeida, pois atinge uma indústria que emprega mais de 130 mil pessoas. Mas ele defende uma maior aproximação desta indústria com as universidades, para que sejam criados produtos brasileiros com inserção global, o que não ocorre hoje.

Leia mais 0 Comentários
shutterstock_ Nonwarit_Regulacao_anatel_congresso_nacional
Destaque da editora

Anatel mexe em edital de 700 MHz para atender TCU

Agora a fase é de muita conversa, negociação e convencimento para que o Tribunal de Contas da União (TCU) libere o edital ainda este ano, o que é a expectativa da agência. A Anatel decidiu modificar algumas cláusulas do edital da faixa de 700 MHz, para atender aos principais questionamentos do tribunal. As mudanças só ocorrerão, porém, para contemplar este órgão fiscalizador. As demais modificações pedidas pelo mercado, como a antecipação da ocupação da banda, não deverão ter eco.

Leia mais 0 Comentários
shutterstock_Lisa S._regulacao_sinal_vermelho
Regulação

TCU emite cautelar depois de resposta da Anatel. Entidade privada e preço da faixa não convencem tribunal

A cautelar contra o leilão de 700 MHz da Anatel emitida esta semana pelo Tribunal de Contas da União (TCU) foi decidida mesmo depois de a Anatel mandar suas explicações para os inúmeros questionamentos que haviam sido formulados pela Secretaria de Desestatização e Regulação de Energia e Comunicações. Dentre todas as dúvidas formuladas, duas questões ficaram sem respostas, na avaliação do Tribunal, e por isto motivaram a suspensão da licitação.

Leia mais 0 Comentários
paulo bernardo
Negócios

Bernardo se surpreende com fusão Telefônica e GVT e diz que consumidor prefere mais competição

O ministro Paulo Bernardo se disse surpreso com a oferta de aquisição feita pela Telefónica à Vivendi, controladora da brasileira GVT. Para o ministro, o grupo Telefônica Vivo via ficar muito forte no Brasil, se o negócio se concretizar. Para ele, há um “frenesi” no segmento sobre a consolidação das empresas, mas o governo não vai fazer qualquer iniciativa para a consolidação do mercado. Disse que, no seu entender consolidação é “eufemismo para falar que peixe grande está comendo peixe pequeno”.

Leia mais 0 Comentários