Aumento de capital da Oi atrai mais interessados que o previsto


A Oi emitiu comunicado ao mercado nesta sexta-feira (20) no qual avisa que o aumento de capital da empresa atraiu mais interessados que o previsto. Este aumento, detalhado no plano de recuperação judicial, se refere à emissão de novas ações que serão entregues aos credores em troca da dívida que possuem da empresa.

“O Conselho de Administração da Companhia verificou a subscrição de ações mediante a Capitalização de Créditos Quirografários dos Bondholders Qualificados em número superior ao número mínimo de ações do aumento de capital aprovado em 05 de março de 2018“, diz a nota.

Em função disso, o conselho decidiu homologar parcialmente o aumento, com a emissão de 1.514.299.603 novas ações ordinárias (“Novas Ações”) e 116.480.467 bônus de
subscrição. Estes bônus serão entregues aos acionistas que exerceram o direito de preferência e aos bondholders qualificados (detentores da dívida da Oi).

As Novas Ações e Bônus de Subscrição emitidos no Aumento de Capital passarão a ser negociados na B3 no dia 23 de julho de 2018.

O capital social da Companhia passará a ser de R$ 32.038.471.375,00, dividido em 2.340.060.505 ações, sendo 2.182.333.264 ações ordinárias e 157.727.241 ações preferenciais, todas nominativas e sem valor nominal.

“Do total de Novas Ações e Bônus de Subscrição emitidos no Aumento de Capital, 68.263 ações ordinárias e 5.197 bônus de subscrição foram subscritos por acionistas da Companhia que exerceram seu direito de preferência e não condicionaram sua decisão à subscrição da totalidade das ações objeto do Aumento de Capital, e 1.514.231.340 ações ordinárias e 116.475.270 bônus de subscrição, que serão representados por American Depositary Shares e American Depositary Warrants, foram subscritos por titulares de Créditos Quirografários dos Bondholders Qualificados mediante a capitalização dos seus respectivos créditos”, informa a operadora.

 

Anterior Espírito Santo e Blumenau (SC) aderem ao Portal de Serviços
Próximos Munhoz: Indústria 4.0 - um grande negócio para o mercado de telecom