Atuação da TIM Brasil será independente


A atuação da TIM “continuará independente”, afirmou hoje, 4 de abril, o presidente da TIM Brasil, Mario Cesar Araújo, em teleconferência de divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2007. Após o anúncio, no último dia 28, da compra da Olimpia, holding que detém 18% da Telecom Italia (TI), pela Telefónica, surgiram fortes rumores sobre …

A atuação da TIM “continuará independente”, afirmou hoje, 4 de abril, o presidente da TIM Brasil, Mario Cesar Araújo, em teleconferência de divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2007. Após o anúncio, no último dia 28, da compra da Olimpia, holding que detém 18% da Telecom Italia (TI), pela Telefónica, surgiram fortes rumores sobre uma possível fusão entre TIM e Vivo. Segundo Araújo, “vamos operar de forma totalmente independente. Continuamos com as mesmas orientações, respeitando, mas procurando vencer a concorrência”.
 
No Brasil a Telefónica também detém o controle, juntamente com a Portugal Telecom, da Vivo, e o mercado especula sobre uma possível venda da participação da operadora espanhola na Vivo, uma vez que a legislação brasileira não permite operação unificada de concorrentes. Araújo assegurou que não haverá acordos privilegiados entre as duas operadoras, como melhores condições de roaming ou outros benefícios. Para o executivo, “acordos podem ser feitos independentemente de termos os mesmos sócios, desde que em condições isonômicas com outras operadoras.”

Para o diretor de relação com investidores da TIM, Stefano De Angelis, a venda da Olimpia não muda o controle da companhia. Segundo o executivo, “a empresa Olimpia já foi avaliada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) italiana, que não a configurou como controladora da TI.” Ele ressaltou que será formada uma nova empresa, da qual a Telefónica não será acionista majoritária. Ao ser questionado se esta nova holding, que terá 23,6% da TI, não teria uma posição que configura controle acionário, De Angelis afirmou que esta é uma avaliação que cabe à CVM italiana. “Primeiro as ações da Olimpia devem ser incorporadas à nova empresa, e depois haverá uma avaliação  desse órgão. Só então poderemos nos manifestar”, concluiu. 

PUBLICIDADE
Anterior Datasul cria nova diretoria
Próximos Penetração celular pode chegar a 80%, diz presidente da TIM