AT&T, Verizon e GSMA investigadas nos EUA por conluio no eSIM


shutterstock_chungking_Tecnologia_tendencia_TIC_TI_chip

A AT & T, a Verizon e a GSMA são alvo de de uma investigação do Departamento de Justiça dos EUA para apurar se o trio tem bloqueado ou impedido a adoção de eSIMs de concorrentes.

De acordo com o jornal New York Times, o Departamento de Justiça abriu uma investigação antitruste para entender se os três estiveram em conluio para dificultar a vida dos usuários que querem mudar de serviço para os concorrentes por meio da tecnologia eSIM.

O eSIM é a próxima geração da tecnologia SIM, destinada a substituir os cartões físicos por um software que oferece a capacidade de alternar remotamente um dispositivo entre os operadores. A tecnologia permite que um dispositivo hospede vários provedores de conectividade e é projetado para uso em todo o espectro de dispositivos sem fio, incluindo smartphones e módulos IoT.

Em um comunicado, a GSMA disse que estava trabalhando com as principais operadoras, fabricantes de dispositivos e fabricantes de SIM em todo o mundo em padrões globais de eSIM – o que incluía a “opção” de bloquear o eSIM.

“Nos Estados Unidos, os consumidores teriam essa opção”, acrescentou. “No entanto, eles [o consumidor] precisariam explicitamente consentir com isso sob acordos comerciais específicos com sua operadora de telefonia móvel, por exemplo, ao comprar um dispositivo subsidiado.” (com agências internacionais). 

Anterior Fusões e aquisições: TI lidera negócios no trimestre
Próximos Telecom Italia faz assembleia sem conflito