AT&T quer logo a 5G para competir com as empresas de internet


5g-redeBarcelona – “A 5G é a saída para deixarmos de ser empresas de “tubo” e passarmos a disputar espaço com nossos maiores competidores, que são as webscale. Por isso, ela tem que focar e se diferenciar no software”, afirmou hoje, 26,  André Fuetsch, CTO da AT&T, durante debate no MWC 2018.

Se a operadora norte-americana tem pressa em ver essa tecnologia móvel pronta comercialmente ( o que os fabricantes como Nokia, Huawei e Ericsson estão prometendo antecipar para o primeiro semestre do próximo ano) a empresas europeias estão mais reticentes. Para Bruno Jacobefeuerborn, CEO da alemã Deutsche Funkturm, as empresas ainda esperam a 5G avançar nas promessas.

“Qualquer coisa que faremos, iremos conectar bilhões. Acredito na 5G, mas ainda é preciso fazer o dever de casa. Se alguém realmente tiver um business case, eu compro”, provocou.

Para a chefe do departamento financeiro da Telefónica, Laura Abasolo, as operadoras de celular não dependem da próxima geração tecnológica para suas redes serem relevantes aos clientes, mas admite que cada vez mais as telcos estão se transformando em prestadores de serviço.

Anterior Huawei aposta nas redes de telecom orientadas por "intenção"
Próximos Casas brasileiras com FTTH já se igualam as da Espanha, diz diretora da Telefónica