Até setembro, 52 cidades brasileiras ainda não tinham 3G nem 4G


Existiam no Brasil em setembro 52 cidades sem nenhuma antena 3G ou 4G em funcionamento, de qualquer operadora móvel. Essas cidades estavam distribuídas em oito estados (PI, RN, PB, PE, MG, RS, MT, GO). As informações foram obtidas pelo Tele.Síntese com base em dados públicos disponibilizados na internet pela Anatel.

O Rio Grande do Sul é o estado com maior número de cidades sem qualquer sinal 3G ou 4G, onde 17 municípios careciam da infraestrutura à época. No corte por regiões, o déficit era maior no Centro-Oeste, onde Mato Grosso e Goiás tinham 11 cidades, cada estado, sem a cobertura.

O levantamento revela que no terceiro trimestre de 2019 faltava muito pouco para as operadoras atingirem a meta de cobertura estabelecida no edital do leilão de 2,5 GHz, de 2012. Pelas regras do certame, as compradoras deveriam levar telefonia móvel em tecnologia igual ou superior à 3G a 100% das cidades brasileiras até dezembro de 2019. As regras determinavam que deveria existir ao menos um prestador móvel em todas as cidades com menos de 30 mil habitantes.

Confira abaixo a lista das cidades sem cobertura 3G ou 4G até setembro de 2019:

Cidades não cobertas por 3G ou 4G (Set/2019 – Anatel)
Júlio Borges-PI
Santana do Piauí-PI
São João da Canabrava-PI
São Luis do Piauí-PI
Sussuapara-PI
Wall Ferraz-PI
Ouro Branco-RN
Santana do Seridó-RN
Boa Ventura-PB
Santo André-PB
Solidão-PE
Alvarenga-MG
José Raydan-MG
Arroio do Padre-RS
Benjamin Constant do Sul-RS
Braga-RS
Eugênio de Castro-RS
Floriano Peixoto-RS
Itati-RS
Ivorá-RS
Mato Queimado-RS
Muçum-RS
Pinhal da Serra-RS
Porto Vera Cruz-RS
Santo Expedito do Sul-RS
São José do Inhacorá-RS
São Pedro das Missões-RS
Tabaí-RS
Tunas-RS
Tupanci do Sul-RS
Araguaiana-MT
Ipiranga do Norte-MT
Novo Horizonte do Norte-MT
Novo Santo Antônio-MT
Reserva do Cabaçal-MT
São José do Xingu-MT
Rondolândia-MT
Santa Cruz do Xingu-MT
Tesouro-MT
União do Sul-MT
Vale de São Domingos-MT
Anhanguera-GO
Aparecida do Rio Doce-GO
Arenópolis-GO
Campinaçu-GO
Colinas do Sul-GO
Córrego do Ouro-GO
Cumari-GO
Diorama-GO
Guaraíta-GO
Morro Agudo de Goiás-GO
Teresina de Goiás-GO

Os números do banco de dados da Anatel mostram que o sinal 2G, no entanto, está ativado em algum ponto de todas as cidades do país. Ou seja, nos 5.570 municípios há ao menos uma antena irradiando o sinal móvel de segunda geração, desde pelo menos 2013.

O 3G, por sua vez, estava ativo em 5.493 cidades em setembro de 2019. Enquanto o 4G funcionava em 4.720 municípios. Vale lembrar que a Anatel determina como requisito a cobertura de ao menos 80% da área urbana da sede dos municípios, admitindo áreas de sombra – em que o sinal não chega, é mais fraco ou bloqueado por alguma razão técnica.

Procurado, o SindiTelebrasil, sindicato que reúne as operadoras móveis do país, afirmou que a quantidade de cidades cobertas já aumentou. Diz que tem havido constante expansão das redes de terceira e quarta geração e diz que todas as empresas trabalham para cumprir a meta prevista no edital de 2012.

“As prestadoras de telecomunicações desenvolveram suas redes para cumprir todas as metas estabelecidas para o final do ano de 2019, tanto que houve uma significativa expansão da tecnologia 3G nas localidades remanescentes”, respondeu, por nota.

Anterior 100 mil produtos piratas de telecom já foram retirados do mercado em 2019
Próximos Nokia vai construir a rede 5G de Aruba