Ataque de hackers compromete 50 milhões de contas do Facebook


O Facebook admitiu nesta sexta-feira (28) que os dados de 50 milhões de contas foram comprometidas por hackers, depois de um ataque cibernético. A empresa disse, em comunicado, que já tomou providências para corrigir o problema. Os hackers tiveram acesso às senhas para entrar nas contas, o que lhes permitia não só roubar os dados, como também alterá-los.

Segundo a rede social, os invasores se aproveitaram de uma debilidade no código de uma ferramenta chamada “ver como”, que  permite ao usuário visualizar seu perfil da forma como outra pessoa o vê. Uma mudança recente no código de outra ferramenta do Facebook afetou de forma inesperada esse recurso e permitiu o acesso.

Os hackers tiveram acesso às chaves (tokens) de 50 milhões de contas. Essa chave interna é o código que permite que o Facebook recorde os dados do usuário, para que este não precise digitar sua senha cada vez que entra na rede.

O Facebook afirma que descobriu a brecha de segurança na tarde de terça-feira. Em seguida, desativou as chaves de 50 milhões de perfis que a empresa calcula terem sido afetados, assim como de outros 40 milhões de usuários que tinham usado o recurso “ver como”. Por isso, 90 milhões de pessoas que tentaram acessar a rede desde então receberam a informação de que sua sessão tinha sido encerrada e teriam de reinserir manualmente seus dados.

No comunicado, o Facebook não deixa claro se os dados foram efetivamente roubados ou não, nem se as contas chegaram a ser alteradas. “Como acabamos de iniciar nossa investigação, ainda não determinamos se essas contas foram manipuladas ou se alguém chegou a acessar as informações”, diz o texto, assinado pelo vice-presidente da rede, Guy Rosen. “Também não sabemos quem está por trás desse ataque nem onde se encontra.”(Com agências internacionais)

Anterior Telcomp avisa que uso do poste não pode ser resolvido a "toque de caixa"
Próximos Intel e Huawei concluem testes de campo do padrão da 5G