Associação de operadoras alerta UE contra redução do preço da rede de cobre


A Associação de Operadoras de Redes de Telecomunicações Europeias (ETNO, na sigla em inglês) divulgou relatório na segunda-feira (19) alertando reguladores da União Europeia a não reduzirem o preço da rede de cobre, uma vez que a medida estimularia operadoras a não atualizarem suas redes com fibra óptica.

 

Segundo o site especializado Total Telecom, o relatório foi encomendado após a comissionária da Agenda Digital da UE, Neelie Kroes, defender a redução do preço da rede de cobre em outubro, argumentando que as operadoras preferem ganhar “lucros bons e fáceis” com a tecnologia mais antiga a investir grandes quantias em fibra óptica.

 

“Investimentos de longo prazo em redes de fibra requerem um ambiente estável e comprometimento de reguladores. As atuais discussões sobre possíveis mudanças nos custos já minaram a confiança de muitos investidores”, afirmou Brian Williamson, analista da Plum Consulting, que elaborou a pesquisa para a entidade.

 

Para a consultoria, a UE deve aumentar o preço da rede de cobre para renovar a confiança de investidores e incentivar a construção de redes de fibra na região, uma política que, segundo o relatório, poderia resultar em um aumento de 30% em FTTH (fibre-to-the-home, na sigla em inglês) e até 76% em FTTC (fibre-to-the-curb), aplicações de fibra óptica na chamada “última milha”, além de reduzir os preços dessas tecnologias para o consumidor final. (Da redação)

Anterior Furlan afirma que Cade não conseguirá cumprir a nova lei sem contratar funcionários
Próximos Desembolsos do BNDES com telecom têm queda de 12% até outubro