Argentina também aprova dissolução da Telco, e abre caminho para Vivendi


A CNDC (Comissão Nacional de Defesa da Concorrência) da Argentina deu hoje, 28, o aval para a dissolução da Telco, a holding que por oito anos foi acionista controladora da Telecom Italia. No Brasil, tanto o Cade (agência antistruste) como a Anatel (agência reguladora) já aprovaram esta operação – com condicinantes – para a aquisição, pela Telefónica, da operadora brasileira GVT.

A Telecom Italia possui a operadora argentina de telecomunicações e também precisava do aval do regulador daquele país. Esta autorização era a última que faltava para que a Vivendi possa adquirir as ações da operadora italiana, no negócio fechado com a Telefónica.

De acordo com decisão unânime do conselho administrativo da Telco em 2014, as ações da holding serão redistribuídas entre os sócios da Telco. Com isso, os 22,37% que a controladora detém na Telecom Italia devem ser repassados para Telefónica (14,77%), Generali (4,32%), Intesa Sanpaolo e Mediobanca (1,64% cada), os quais poderão revender suas partes.

A Telefónica já se comprometeu com o órgão antitruste brasileiro que venderá integralmente a sua participação, para acabar com a propriedade cruzada entre Vivo e TIM. ( com agências internacionais). 

 

 

 

Anterior Clientes da Nextel terão que pagar pelo auxílio à lista da Oi
Próximos Em três anos, Anatel arrecada apenas 2% das multas aplicadas, diz TCU