Aprovados no concurso da Anatel marcam manifestação


 

Um grupo de 230 pessoas aprovadas como excedentes no último concurso da Anatel em 2009 prepara uma manifestação na próxima segunda-feira (14), em frente ao Ministério do Planejamento, para demonstrar a insatisfação  com o atual governo. “Desde julho de 2009, data da homologação do resultado final do certame, aguardamos a boa vontade desse ministério para autorizar a solicitação do 2º curso de formação para os cargos de Analistas e Especialistas, sem respostas”, reclamou um dos concursados.

Segundo o manifesto divulgado pelo grupo, a Anatel precisa dessa autorização para realizar as convocações de mais servidores. “Reiteradas vezes, a agência enviou ofício ao MPOG solicitando explicações pelo atraso na liberação das vagas”, diz o documento. A preocupação maior é de que agora, com a proibição de novas contratações pelo governo, conforme plano de cortes divulgado esta semana, a situação desses concursados ainda é mais instável. Além do mais, a validade do concurso expira em julho deste ano.

“Sabemos que a reativação da Telebrás, que, para entrar em funcionamento, requisitou os seus servidores lotados na Anatel, deixando  ainda maior a demanda por pessoal na agência reguladora. Como consequência, há servidores na Anatel trabalhando em dois setores, tudo para dar continuidade aos serviços atrasados”, ressalta o manifesto.

Ainda de acordo com o manifesto, o orçamento da Anatel prevê a contratação dos concursados. Informa também que há, inclusive, uma Nota Técnica do próprio MPOG onde consta a necessidade da Anatel de novos servidores. “Resta saber então o porquê dessa negligência”, concluem os manifestantes. (Da redação)

Anterior Processador da Qualcomm será usado em tablet da HP
Próximos Governo quer criar sua própria nuvem para serviços compartilhados