Aprovada norma para operação de satélite em banda Ka


O conselho diretor da Anatel aprovou, nesta quinta-feira (25), a norma que disciplina as condições para a operação de satélites geoestacionários com separação orbital de 2 graus ou mais, em banda Ka, com  cobertura sobre o território brasileiro, estabelecendo os parâmetros e critérios técnicos para este fim. A banda Ka, que corresponde às faixas de frequências de 17,7 a 20,2 GHz para o enlace de descida e 27 a 30 GHz para o enlace de subida, ainda não é utilizada no Brasil, mas está previsto para 2013 o lançamento de um satélite brasileiro com carga útil nessa faixa de frequências.

O relator da matéria, conselheiro Jarbas Valente, disse que a aprovação da norma é extremamente importante para o país, que busca a expansão dos acessos à internet em banda larga, sobretudo nas áreas rurais e remotas, atendidas principalmente por satélites. Ele disse que em outros países, onde a banda Ka já é usada, as conexões em banda larga chegam a apresentar downloads de até 20 Mbps.

Valente disse ainda que a norma será importante para expansão do serviço de TV por assinatura via DTH. A norma passou por 30 dias de consulta pública entre novembro e dezembro de 2011.

Anterior ZTE tem prejuízo de US$ 130 milhões no 3º trimestre
Próximos Embratel é multada em mais de R$ 62 milhões