Apple lança novo iPad e iPhone 7 vermelho


ipad-novo-familia-2017
O novo iPad, no meio, ao lado do Mini (esq.) e das duas versões do Pro ainda à venda (dir.)

A Apple lançou hoje, 21, sem estardalhaço, novas versões de seu tablet e smartphone. Começando pelo iPad, a empresa descontinuou o iPad Air 2. No lugar, vai vender, a partir de sexta-feira, apenas o novo iPad, que não tem nome especial para diferenciá-lo das linhas anteriores.

O aparelho tem tela retina de 9,7 polegadas e processador A9, mais potente que o usado no Air 2, mas usado no iPhone 6. Traz câmeras dianteira e traseira, leitor de impressões digitais, funciona em redes WiFi e LTE (pagando mais), memória de 32 GB ou 128 GB. A principal diferença, porém, é o preço: US$ 329, ante US$ 399 da versão mais simples do Air 2.

O iPad novo também tem menos recursos que seu irmão maior, o iPad Pro. Não tem suporte ao uso de caneta digitalizadora nem smart connector, que faz a ligação física entre o dispositivo e teclado. A linha iPad Mini, tablet com tela de 7,9 polegadas, continua a existir, mas apenas na versão com armazenamento de 128 GB. Custa US$ 399, e tem, internamente, os mesmos chips da versão de dois anos atrás.

Vermelho
Outro lançamento feito hoje pela Apple foi dos iPhones 7 e iPhone 7 Plus em versão vermelha. O produto na verdade é uma edição especial feita em comemoração à parceria entre a Apple e a RED, ONG contribui para o fundo global de combate ao vírus HIV. Como no caso do iPad novo, o produto será vendido em 20 países (Brasil não incluído) a partir de 24 de março. Não houve nenhuma alteração das especificações técnicas do smartphone, que mantém mesma tela, processador e conector da versão lançada ano passado.

iphone-7-vermelho-apple-smartphone

Anterior Comissão do Senado vai debater qualidade do serviço de telecom
Próximos Número de empregados pelo setor eletroeletrônico caiu 4% em um ano