Apple entregará serviços de nuvem à estatal chinesa


iPhone6-Apple-Music

A Apple vai entregar para uma empresa estatal da China as operações de serviços em nuvem que fornece naquele país, informa o The Wall Street Journal. A mudança de faixa acontecerá em 28 de fevereiro. O motivo está na lei chinesa de dados pessoais, que exige o armazenamento em servidores locais de informações sobre os cidadãos do país.

A fabricante está comunicando a todos os usuários e perguntando se aceitam a migração de seus dados. Quem não aceitar a mudança terá o serviço iCloud desabilitado no iPhone, iMac e iPad. A medida responde à mesma legislação que proibiu o uso de VPNs na China, e que entrou em vigor ano passado. Desde então, a Apple retirou a maioria dos aplicativos que permitem acessar a internet atravessando-se o “grande firewall chinês”. (Com agências internacionais)

Anterior O Telegram vai lançar sua própria moeda
Próximos Mercado de telecomunicações brasileiro movimentará US$ 45,76 bilhões em 2022