Apple diz a Trump que guerra comercial com a China beneficia a Samsung


Novas tarifas praticadas pelos Estados Unidos sobre importados chineses devem ter impacto sobre preços de fones de ouvido e relógios da Apple, mas não sobre similares da Samsung feitos na Coreia do Sul.

O CEO da Apple, TIM Cook, durante evento da companhia realizado no final de 2018

O presidente da Apple, Tim Cook, teria avisado o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que a guerra comercial praticada pelo país contra a China levará ao fortalecimento da Samsung e tornará mais difícil a comercialização do iPhone.

A reunião teria aconteceu na sexta-feira, 16. Na reunião, Cook teria demonstrado a Trump que a elevação de tarifas sobre produtos eletrônicos vindos da China teria impacto sobre os produtos da Apple, enquanto os feitos pela Samsung, na Coreia do Sul, não teriam as mesmas barreiras de entrada.

“É difícil para a Apple pagar tarifas se estão competindo com a Samsung, baseada na Coreia do Sul, e por isso não paga as mesmas tarifas. Achei um bom argumento”, disse Trump a jornalistas, segundo a agência de notícias Reuters.

A partir de 1º de setembro haverá elevação de 10% das tarifas de importação sobre produtos feitos na China, entre os quais estão os fones Air Pods e o relógio Apple Watch. Uma segunda rodada de aumento nas tarifas acontecerá em dezembro, quando então poderá haver também impacto sobre os demais produtos da Apple, como iPhone, iPads e notebooks. (Com noticiário internacional)

Anterior Facebook nomeia diretor de políticas públicas dos apps Messenger e WhatsApp
Próximos Na Anatel, Eduardo Bolsonaro defende o fim da proibição à propriedade cruzada

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *